Avaliação da Dor Pélvica Crônica em Mulheres

A dor pélvica crônica (DPC) é definida como dor cíclica ou não cíclica com 6 meses ou mais de duração com localização na pelve Já a síndrome da dor pélvica crônica é constituída pelas alterações sociais e psicológicas induzidas pelo quadro de DPC.

A dor é normalmente um sintoma de uma agressão tecidual que está acontecendo naquele momento e na DPC, a dor, em si mesma, passou a ser a doença. O diagnóstico não é de uma patologia que está causando agressão tecidual, e sim a DPC é a patologia em si mesma.

Normalmente, os sintomas associados podem incluir sintomas urinários ou gastrointestinais, qualidade de vida prejudicada (por exemplo, deixar de participar de certas atividades) e alterações na saúde mental (por exemplo, depressão, ansiedade). Como resultado dessas mudanças, as mulheres também podem experimentar um aumento do estresse, ou angústia, em seus relacionamentos pessoais e profissionais. 

Para a avaliação da dor pélvica crônica é importante a identificar a etiologia  e orientar o tratamento de acordo com as especificações de saúde de cada paciente.

Fonte: uptodate